quarta-feira, 2 de maio de 2007

Inverno na Primavera

Tal como aconteceu no último Outono, período em que as temperaturas em Portugal Continental estiveram muito elevadas até Novembro, o inverso está a acontecer na Primavera que estamos a atravessar. Este início de Maio lembra mais um mês de Inverno do que um de Primavera. Isto é culpa da distribuição anómala dos centros de alta e de baixa pressão na parte oriental do Atlântico Norte. A presença de um centro de baixa pressão sobre a parte ocidental da Península Ibérica está a trazer um tempo húmido e frio não adequado para a época:

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Situação sinóptica para dia 1 de Maio de 2007

Mas nos próximos dias a grande mudança vai acontecer, porque o centro de alta pressão actualmente sobre o Mar do Norte vai enfraquecer, deixando o caminho livre para a passagem das baixas pressões polares. Estas depressões vão começar a seguir o seu trajecto normal, acima do paralelo 50º N. Desta forma, o Anticiclone dos Açores, vai poder desenvolver a sua crista de alta pressão sobre a Península Ibérica trazendo o ar seco e quente vindo do Norte de África. Este ar seco e quente será mais sentido no interior, enquanto que o litoral sofrerá os efeitos da conhecida nortada. O Verão Português pode caracterizar-se, segundo Suzanne Daveau em "Geografia de Portugal, volume II, página 438", da seguinte forma: "Em traços muito gerais, podem distinguir-se no Verão três grandes domínios térmicos em Portugal: uma faixa oceânica fresca, de largura variável segundo os dias, as vastas planícies quentes situadas a leste das colinas da Estremadura e ao sul da Cordilheira Central, e o mundo recortado do Norte, onde vales e bacias, mais ou menos quentes, alternam com montanhas e planaltos frescos."
Para quem vive no litoral esta mudança representa a chegada dos dias com nortada, por vezes muito moderada (a forte!). Este fenómeno representa a reacção do oceano ao efeito do aquecimento do interior da Península Ibérica.
Os modelos meteorológicos e o fácil acesso à informação neles contida através da internet faz as delícias de quem gosta de observar e sentir estas fases de mudança de tempo. Nesta fase de transição entre o Inverno e o Verão, os céus, após o tempo mais instável, ganham uma cor única enquanto não se enchem de poeiras que acabam por ascender na atmosfera ao fim de alguns dias de tempo seco. São dias com nuvens de contorno definido que fazem um grande contraste com o azul profundo do céu. Vamos ver o que se conseguirá observar nos próximos dias, antes da chegada do tempo quente.

2 comentários:

Jose disse...

...quer dizer bom tempo nos Açores. Obrigado por esta descrição tão fundamentada e bonita que como observador tens pelo menos 40 anos de experiência...
;-)

Pedro Veiga disse...

Só que antigamente só tinha acesso ao boletim meteorológico da RTP!